GRUPO PARLAMENTAR DO PTP-MADEIRA

Archive for the ‘Alberto João Jardim’ Category

PSD NA ASSEMBLEIA DA MADEIRA CHUMBA PROPOSTA QUE PODIA SALVAR VIDAS

IMG_3771

Coelho acusou o PSD, na Assembleia da Madeira, de chumbar a “via verde” para os doentes oncológicos.
Esta era uma medida que poderia salvar muitas vezes, pois as doenças poderiam ser diagnosticadas e tratadas precocemente, sem que os pacientes tivessem que aguardar longos meses para realizar exames e iniciar a terapêutica de combate às doenças do foro oncológico.

CAPRICHO DE JOÃO CARLOS ABREU CUSTA 9 MIL EUROS POR MÊS AOS MADEIRENSES

JCA2JCA1JCA3JCA4JCA5

O museu Universo de Memórias de João Carlos Abreu custa cerca de 9 mil euros por mês aos contribuintes madeirenses e tudo isto, claro, com o aval do seu bom amigo Alberto João Jardim.

 

INAUGURAÇÕES SÃO ANIMAL DE ESTIMAÇÃO DO GOVERNO REGIONAL

12056989_L7BAS

Raquel Coelho considera que há um claro abuso de poder do GR ao fazer inaugurações em período de campanha eleitoral.

A deputada do PTP, Raquel Coelho, diz que o seu partido vai votar a favor da proposta do PCP que propõe acabar com as inaugurações em período de campanha eleitoral

Raquel Coelho diz que as inaugurações em período de campanha eleitoral “são um claro abuso de poder” e que Alberto João Jardim e o seu governo utilizam as inaugurações “como animais de estimações” para obter votos.

A deputada PTP lembra que deputado do CDS, Martinho Câmara, que em 2007 quando era vereador na Câmara da Calheta pelo CDS de “ser amigo da oposição e votar a favor ou abster-se em deliberações nas reuniões camarárias”, da Calheta.

 

Fonte: http://www.diariocidade.pt/?p=80721

logo_DCidade

RAQUEL COELHO PEDE EXPLICAÇÕES SOBRE VIAGEM DE JARDIM

raquel_4

A viagem de Jardim pela Europa, que só terminará no próximo mês, foi o motivo de uma interpelação à Mesa de Raquel Coelho. A líder parlamentar do PTP pretendia saber qual o motivo da viagem, o programa e outros pormenores. Miguel Mendonça respondeu com uma referência ao regimento da ALM, garantindo que esse tema não era próprio de uma interpelação.

Fonte: http://www.dnoticias.pt/actualidade/politica/438341-raquel-coelho-pede-explicacoes-sobre-viagem-de-jardim

OS GESTORES DO REGIME JARDINISTA QUE FALIRAM A “ILMA”

cartaz vicente pestana e bragança

Declaração Política Semanal na ALRAM do deputado José Manuel Coelho

Aqui temos um exemplo de boa digestão dos caciques do regime jardinista protegidos pelos tribunais que apenas se preocupam em prender o Coelho.

ENGENHEIRO NARCISO BRANCO:

- Narciso Branco, foi presidente do Conselho de Administração da ILMA até Dezembro de 2012. Sucedeu ao senhor Egídio Pita da Ponta do Sol já falecido, muito conhecido pelos seus tiques violentos e por carregar sempre uma arma no bolso.

Narciso Branco tinha 2 ordenados: um da Secretaria Regional da Agricultura e Pescas e outro da ILMA.

A partir do ano 2000, começou a auferir de mais de 2000 euros mensais até Dezembro de 2012 pela ILMA.

 DEPUTADO VICENTE PESTANA

- Quadro da Direcção Regional de Agricultura e Pescas, acumulou juntamente com o ordenado, senhas semanais de presença da ILMA desde o ano de 1982 até 2000, altura em que veio para deputado.

- O dito senhor havia semanas que não aparecia na empresa e recebia na mesma as senhas de presença.

- Era vogal do Conselho de Administração junto com outros figurões do regime jardinista.

 PAULO FIGUEIROA

- Era o administrador executivo da ILMA, hierarquicamente abaixo do Engenheiro Narciso Branco (no entanto, era este cacique do PSD quem punha e disponha de tudo).

- Figueiroa era conselheiro do Vice-presidente Cunha e Silva. Também tinha 2 ordenados.

- Esteve na ILMA como presidente da cooperativa UCALPLIM desde 1982 até Dezembro de 2012. Desde o ano 2000 com ordenado chorudo de 2500 euros mensais. O senhor Figueiroa, depois de sair em Dezembro de 2012 da ILMA comprou um Mercedes topo de gama preto.

ANTÓNIO EMANUEL DE OLIVEIRA E FREITAS (BRAGANÇA)

- Este senhor é quadro da Secretaria Regional do Ambiente e dos Recursos Naturais. Também auferia 2 ordenados: um da Secretaria e outro da UCALPLIM, desde de 1972 até ao ano 2000 em cerca de 100 contos mensais.

- A partir de 2000, foi vogal nas reuniões do Conselho de Administração e juntamente com o colectivo de figurões do regime jardinista no executivo da empresa, recebiam 250 euros semanais de senhas de presença.

- Curiosamente, recebia até na semana da Páscoa, do Natal e do Ano Novo quando a empresa estava encerrada.

- Conforme depoimento dos trabalhadores, numa altura em que ia para Itália num cruzeiro marítimo, junto com o seu amigo Dr. Eduardo Abreu (que faliu a SANTAGRO, este senhor é irmão da Dra. Maria José do antigo IFADAP), saiu do barco e foi a correr à ILMA receber as 4 senhas de presença do mês a que tinha direito (1000 euros). Já deu para pagar o cruzeiro.

- As senhas de presença duraram até Dezembro de 2012, altura que o Governo alienou os 48% de cotas que tinha na ILMA em troca da dívida de 1 milhão e 800 mil euros que a UCALPLIM devia à empresa. (Se em vez das cotas, entregassem o dinheiro, dava para os trabalhadores receberem a sua indeminização).

- Este e todos os outros senhores administradores faziam as compras semanalmente na ILMA, de modo a abastecerem as suas despensas lá em casa.

Todas as semanas recebiam uma caixa de iogurtes, manteiga, queijo, gelados e sumos no valor aproximado de 50 euros.

Quando chegava ao Natal, Bragança presenteava todos os seus amigos com o chapéu alheio. Oferecia produtos da ILMA que lhe eram fornecidos a custo zero.

Na época natalícia, a ILMA colocava uma carrinha com motorista e ajudante durante uma semana inteira a oferecer presentes a todos os amigos do jardinismo. Os presentes eram produtos da ILMA.

Nas famosas Universidades de Verão do Porto Santo, o Bragança e o Paulo Pereira, faziam deslocar uma carrinha cheia de produtos da empresa para a comitiva do senhor presidente Alberto João Jardim (até incluía gelados), sabendo nós que o senhor presidente não gostava dos mesmos.

O famoso Bragança dispunha do carro mais “bêbado” da empresa para se deslocar para onde quisesse. Era um Rover 2.14 verde e a gasolina. Abastecia-o 3 vezes por semana na bomba de gasolina do Jana de São Vicente, seu querido sogro.

As contas vinham todas para a ILMA pagar, juntamente com as jantaradas que pagava aos amigos.

Para finalizar, informamos que estão 84 trabalhadores desempregados e a ”ver navios”, com 15 e 40 anos de empresa. Nem sequer estão a receber o subsídio de desemprego.

 

QUEBRA COSTAS – RATARIA EM PÂNICO!

Pag 1 - versão PTPQC_02QC_08QC_07QC_06QC_05QC_04QC_03QC_02

PTP ALERTA: DESEMPREGO E CRISE FINANCEIRA GERAM NOVAS “BOLSAS DE POBREZA”

DSC09586

NA FREGUESIA DE SÃO ROQUE COELHO ENCONTROU MUITA POBREZA ENVERGONHADA

Famílias que perderam os seus trabalhos são obrigadas a entregar as casas aos bancos e a viver em barracões de madeira sem condições de habitabilidade

José Manuel Coelho foi porta voz de uma ação política do grupo parlamentar do PTP no Galeão, freguesia de São Roque, Funchal.
O deputado do PTP visitou uma família que vive num barracão de madeira sem quaisquer condições de habitabilidade que, quando chove, tem infiltrações e o agregado familiar é obrigado a abandonar a “casa”.
Coelho apelou ao novo elenco camarário do Funchal, empossado no inicio desta semana, e ao Governo Regional, que tomem mediadas para combater aquilo que classifica de “novas bolsas de pobreza” que começam a emergir e a proliferar por toda a cidade.

O deputado do PTP pede aos governantes que estejam atentos à “pobreza envergonhada” escondida nas freguesias do Funchal e um pouco por toda a região.
Coelho concluiu que fará tudo o que estiver ao seu alcance, quer seja através das assembleias de freguesia, câmara municipal e através da sua posição de deputado na Assembleia regional, para que, situações como esta, sejam reveladas entidades públicas e sejam alvo de uma intervenção social de modo a garantir o acesso a uma habitação condigna.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 356 outros seguidores

%d bloggers like this: