GRUPO PARLAMENTAR DO PTP-MADEIRA

Archive for the ‘Luta’ Category

Fotos de José Manuel Coelho, Candidato às Europeias

Coelho smiling

Click no link abaixo para ver o álbum no Facebook

https://www.facebook.com/coelhopresidente/media_set?set=a.622515754483471.1073741864.100001751562285&type=1

PTP LEVA A CAVACO DEBATE SOBRE AS VIAGENS DE JARDIM

 

13f1_672

Deputados deslocam-se amanhã, a Lisboa, para entregarem documentos em mão. Foto Arquivo

 

PTP-Madeira pede a actuação de Cavaco Silva e de Joana Marques Vidal

Cansado de esperar, o PTP leva o não agendamento do debate sobre as viagens de Jardim à Procuradora-Geral e ao Presidente da República. Para isso, os deputados deslocam-se, amanhã, a Lisboa, para fazerem a entrega em mão de um documento. A Joana Marques Vidal e a Cavaco Silva, os deputados vão entregar uma explicação do que está a acontecer.

O PTP lembra que, no dia 15 de Janeiro, entregou um requerimento no parlamento madeirense para um debate potestativo sobre ‘As viagens oficiais do Dr. Alberto João Jardim”. Até agora, “a Mesa da Assembleia e a Conferência de Líderes não agendaram o debate anteriormente referido constituindo este acto um atropelo à democracia, não permitindo o normal funcionamento do parlamento regional e ferindo o Regimento da Assembleia e o Estatuto dos deputados”.

Por entender que este é um assunto que entra na esfera de competências do Procurador-Geral da República, os deputados do PTP solicitam à detentora do cargo que “promova a defesa da legalidade democrática no primeiro órgão de Governo próprio da Região Autónoma, tomando as medidas que considerar adequadas para o efeito”. Os argumentos e pedidos que vão ser levados a Cavaco Silva são praticamente iguais.

Apesar da ida a Lisboa, não está garantido que os deputados sejam recebidos pelos titulares dos cargos.

No que diz respeito à Presidência da República e segundo o PTP, está uma audiência solicitada há mais de um mês que, até agora, não obteve qualquer resposta. O grupo parlamentar está preparado para não ser recebido por Cavaco Silva, mas não deixará de ir a Belém com esse objectivo.

Na pior das hipóteses, o documento será entregue na Casa Civil do Presidente da República.

Os grupos parlamentares têm direito ao agendamento de debates anuais, com a devida fundamentação da urgência.

O problema é que a ALM diz estar à espera da disponibilidade de agenda do presidente.

Um dos problemas com essa disponibilidade ou falta dela, prende-se exactamente com as ausências em viagem.

Élvio Passos

Fonte:

genesis_DNOTICIAS_logo

 

INAUGURAÇÕES SÃO ANIMAL DE ESTIMAÇÃO DO GOVERNO REGIONAL

12056989_L7BAS

Raquel Coelho considera que há um claro abuso de poder do GR ao fazer inaugurações em período de campanha eleitoral.

A deputada do PTP, Raquel Coelho, diz que o seu partido vai votar a favor da proposta do PCP que propõe acabar com as inaugurações em período de campanha eleitoral

Raquel Coelho diz que as inaugurações em período de campanha eleitoral “são um claro abuso de poder” e que Alberto João Jardim e o seu governo utilizam as inaugurações “como animais de estimações” para obter votos.

A deputada PTP lembra que deputado do CDS, Martinho Câmara, que em 2007 quando era vereador na Câmara da Calheta pelo CDS de “ser amigo da oposição e votar a favor ou abster-se em deliberações nas reuniões camarárias”, da Calheta.

 

Fonte: http://www.diariocidade.pt/?p=80721

logo_DCidade

RAQUEL COELHO LEMBRA A MARTINHO CÂMARA QUE ERA “AMIGO DO PSD”

raquel_4

A líder parlamentar do PTP não tem dúvidas de que os atropelos à democracia, resultantes da realização de inaugurações durante a campanha eleitoral, só acontecem com “a conivência do poder judicial que nada faz”.

Raquel Coelho aproveitou a discussão do diploma do PCP para responder a uma intervenção anterior de Martinho Câmara (CDS) que recomendou outro comportamento a José Manuel Coelho se for para o Parlamento Europeu. A deputado rejeitou os conselho do deputado do CDS e recordou que este, quando era vereador na Calheta era considerado “amigo do PSD”, ao lado de quem votava quase sempre.

A deputada do PTP recordou as posições de dirigentes do CDS sobre as votações de Martinho Câmara.

Fonte: http://www.dnoticias.pt/actualidade/politica/438362-raquel-coelho-lembra-a-martinho-camara-que-era-amigo-do-psd

genesis_DNOTICIAS_logo

 

RAQUEL COELHO PEDE EXPLICAÇÕES SOBRE VIAGEM DE JARDIM

raquel_4

A viagem de Jardim pela Europa, que só terminará no próximo mês, foi o motivo de uma interpelação à Mesa de Raquel Coelho. A líder parlamentar do PTP pretendia saber qual o motivo da viagem, o programa e outros pormenores. Miguel Mendonça respondeu com uma referência ao regimento da ALM, garantindo que esse tema não era próprio de uma interpelação.

Fonte: http://www.dnoticias.pt/actualidade/politica/438341-raquel-coelho-pede-explicacoes-sobre-viagem-de-jardim

OS GESTORES DO REGIME JARDINISTA QUE FALIRAM A “ILMA”

cartaz vicente pestana e bragança

Declaração Política Semanal na ALRAM do deputado José Manuel Coelho

Aqui temos um exemplo de boa digestão dos caciques do regime jardinista protegidos pelos tribunais que apenas se preocupam em prender o Coelho.

ENGENHEIRO NARCISO BRANCO:

- Narciso Branco, foi presidente do Conselho de Administração da ILMA até Dezembro de 2012. Sucedeu ao senhor Egídio Pita da Ponta do Sol já falecido, muito conhecido pelos seus tiques violentos e por carregar sempre uma arma no bolso.

Narciso Branco tinha 2 ordenados: um da Secretaria Regional da Agricultura e Pescas e outro da ILMA.

A partir do ano 2000, começou a auferir de mais de 2000 euros mensais até Dezembro de 2012 pela ILMA.

 DEPUTADO VICENTE PESTANA

- Quadro da Direcção Regional de Agricultura e Pescas, acumulou juntamente com o ordenado, senhas semanais de presença da ILMA desde o ano de 1982 até 2000, altura em que veio para deputado.

- O dito senhor havia semanas que não aparecia na empresa e recebia na mesma as senhas de presença.

- Era vogal do Conselho de Administração junto com outros figurões do regime jardinista.

 PAULO FIGUEIROA

- Era o administrador executivo da ILMA, hierarquicamente abaixo do Engenheiro Narciso Branco (no entanto, era este cacique do PSD quem punha e disponha de tudo).

- Figueiroa era conselheiro do Vice-presidente Cunha e Silva. Também tinha 2 ordenados.

- Esteve na ILMA como presidente da cooperativa UCALPLIM desde 1982 até Dezembro de 2012. Desde o ano 2000 com ordenado chorudo de 2500 euros mensais. O senhor Figueiroa, depois de sair em Dezembro de 2012 da ILMA comprou um Mercedes topo de gama preto.

ANTÓNIO EMANUEL DE OLIVEIRA E FREITAS (BRAGANÇA)

- Este senhor é quadro da Secretaria Regional do Ambiente e dos Recursos Naturais. Também auferia 2 ordenados: um da Secretaria e outro da UCALPLIM, desde de 1972 até ao ano 2000 em cerca de 100 contos mensais.

- A partir de 2000, foi vogal nas reuniões do Conselho de Administração e juntamente com o colectivo de figurões do regime jardinista no executivo da empresa, recebiam 250 euros semanais de senhas de presença.

- Curiosamente, recebia até na semana da Páscoa, do Natal e do Ano Novo quando a empresa estava encerrada.

- Conforme depoimento dos trabalhadores, numa altura em que ia para Itália num cruzeiro marítimo, junto com o seu amigo Dr. Eduardo Abreu (que faliu a SANTAGRO, este senhor é irmão da Dra. Maria José do antigo IFADAP), saiu do barco e foi a correr à ILMA receber as 4 senhas de presença do mês a que tinha direito (1000 euros). Já deu para pagar o cruzeiro.

- As senhas de presença duraram até Dezembro de 2012, altura que o Governo alienou os 48% de cotas que tinha na ILMA em troca da dívida de 1 milhão e 800 mil euros que a UCALPLIM devia à empresa. (Se em vez das cotas, entregassem o dinheiro, dava para os trabalhadores receberem a sua indeminização).

- Este e todos os outros senhores administradores faziam as compras semanalmente na ILMA, de modo a abastecerem as suas despensas lá em casa.

Todas as semanas recebiam uma caixa de iogurtes, manteiga, queijo, gelados e sumos no valor aproximado de 50 euros.

Quando chegava ao Natal, Bragança presenteava todos os seus amigos com o chapéu alheio. Oferecia produtos da ILMA que lhe eram fornecidos a custo zero.

Na época natalícia, a ILMA colocava uma carrinha com motorista e ajudante durante uma semana inteira a oferecer presentes a todos os amigos do jardinismo. Os presentes eram produtos da ILMA.

Nas famosas Universidades de Verão do Porto Santo, o Bragança e o Paulo Pereira, faziam deslocar uma carrinha cheia de produtos da empresa para a comitiva do senhor presidente Alberto João Jardim (até incluía gelados), sabendo nós que o senhor presidente não gostava dos mesmos.

O famoso Bragança dispunha do carro mais “bêbado” da empresa para se deslocar para onde quisesse. Era um Rover 2.14 verde e a gasolina. Abastecia-o 3 vezes por semana na bomba de gasolina do Jana de São Vicente, seu querido sogro.

As contas vinham todas para a ILMA pagar, juntamente com as jantaradas que pagava aos amigos.

Para finalizar, informamos que estão 84 trabalhadores desempregados e a ”ver navios”, com 15 e 40 anos de empresa. Nem sequer estão a receber o subsídio de desemprego.

 

QUEBRA COSTAS – RATARIA EM PÂNICO!

Pag 1 - versão PTPQC_02QC_08QC_07QC_06QC_05QC_04QC_03QC_02

PATRÃO OPORTUNISTA NÃO PAGA NOVAMENTE SALÁRIOS AOS FUNCIONÁRIOS

DSC09613

 

LUÍS CAMACHO, EMPRESÁRIO LIGADO AO REGIME, NÃO PAGOU, NOVAMENTE, OS VENCIMENTOS AOS FUNCIONÁRIOS DESPROTEGIDOS

O Grupo parlamentar do PTP, na voz do deputado  José Manuel Coelho, esteve, uma vez mais, junto à unidade hoteleira Madeira Regency Club para denunciar mais uma tentativa oportunista do empresário Luís Camacho ao enganar os trabalhadores não sindicalizados, não lhes pagando os salários e mantendo-os em atraso.
Luís Camacho, que no passado tentou convencer os seus trabalhadores a desistirem da sindicalização, pois e de acordo com as suas palavras, a cota mensal estaria a prejudicar as finanças da empresa, mantém os salários dos funcionários não sindicalizados em atraso, enquanto que aqueles que estão ligados ao Sindicato da Hotelaria têm os seus vencimentos em dia, pois, e como o próprio sabe, poderia receber uma notificação por parte da Inspecção Regional de Trabalho para  regularizar a sua situação com os funcionários.
A cota mensal paga ao Sindicato da Hotelaria, que sai directamente do salário dos funcionários, serve para proteger os interesses e os direitos laborais dos trabalhadores. A “jogada” suja do empresário no passado, teria como objectivo levar os funcionários a se desvincularem do sindicato, perdendo o direito do Contrato Colectivo de Trabalho, de modo a que ficassem desprotegidos, para agora, não lhes pagar os seus vencimentos.   Esta “jogada” suja do empresário, tem como objectivo levar os funcionários a se desvincularem do sindicato, perdendo os direitos consagrados no Contrato Colectivo de Trabalho e ficando completamente desprotegidos.

O empresário sabe que, sem vencimentos em dia, os trabalhadores não têm possibilidade de reivindicar os seus salários em atraso, e também não teriam capacidade financeira para contratar um advogado para interpor um processo nem pagar as custas do tribunal para dar início ao processo  contra a empresa.

Luís Camacho tenta abusar daqueles que o ajudaram a se erguer.

GOVERNO DO CDS E DE PAULO PORTAS “VAI NOVAMENTE AO BOLSO” DOS PENSIONISTAS E REFORMADOS

coelho2

GRUPO PARLAMENTAR DO PTP CRÍTICA DEMAGOGIA DE PAULO PORTAS E DO CDS

O grupo parlamentar do PTP, na voz do deputado José Manuel Coelho, criticou a atitude demagógica do governo da República, nomeadamente do parceiro de coligação, CDS, que, através de Paulo Portas, anda a ludibriar o povo português.

Coelho disse que Paulo portas deveria receber o prémio de maior demagogo e aldrabão existente à face da terra, já que  na passada quinta-feira,  Paulo Portas, 3 de Outubro, anunciou na comunicação social que não haveria mais pacotes de austeridade para o povo português. Passadas 48 horas e Paulo Portas era desmentido.

O Vice-Primeiro-Ministro  e o seu Ministro da Solidariedade, Emprego e Segurança Social, Pedro Mota Soares, afinal vão mais uma vez ao bolso dos reformados e pensionistas. No entanto, desta vez, atingem os mais pobres.

O deputado do PTP afiram que é  necessário dizer aos portugueses com toda a clareza que o Governo da República, através do CDS, vai fazer cortes nas pensões de invalidez, reformas e mesmo nas pensões de sobrevivência, lançado mais austeridade e mais pobreza sobre a Nação Portuguesa.

No que diz respeito às pensões de sobrevivência, os cortes a plicar já em 2014 atingirão os beneficiários que tenham uma pensão a partir dos 419 euros. Este  roubo foi planeado pelo CDS antes do acto eleitoral autárquico, mas só anunciado agora, por motivos eleitoralistas.

O grupo parlamentar do PTP salienta a necessidade dos pensionistas, nomeadamente os mais pobres, perceberem que o CDS vai roubar-lhes já no próximo ano cerca de 100 milhões de euros das suas reformas.

Coelho defende que o combate aos demagogos, aos ladrões e aos traidores do povo não pode nem vai abrandar.

 Este roubo perpetrado pelo CDS  aos reformados seria suficiente para levar o senhor José Manuel Rodrigues a retomar o seu lugar de deputado na Assembleia da República e votar contra estas medidas do seu partido que visam atacar os mais pobres, defende o deputado trabalhista.

É necessário que, tanto na Madeira e como no continente português, continuar a lutar contra a direita que destrói este País, conclui José Manuel Coelho.

Estado das piscinas de Machico são o resultado de uma gestão “leviana e incompetente”

Cartaxo team

PTP denunciou aquela que considera ter sido mais uma obra eleitoralista

A candidatura do PTP aos órgãos autárquicos de Machico esteve esta tarde numa acção politica junto às piscinas municipais de Machico, para denunciar o que considerou ser “mais uma obra eleitoralista do regime, encerrada pouco depois de ter sido inaugurada”.

“Enquanto o regime jardinista anda por aí em propaganda eleitoral a inaugurar mais piscinas, as piscinas municipais de Machico estão encerradas por falta de pagamento à empresa fornecedora do gás”, criticou António Cartaxo, que acusou também o executivo na Câmara Municipal de acumular, “de forma leviana e incompetente, milhares de euros à empresa fornecedora do gás para aquecimento das àguas da piscina de Machico e o fornecimento do gás foi naturalmente suspenso, enquanto o partido politico que suporta o regime jardinista anda a desbaratar milhares de euros em campanha eleitoral com artistas que nada trazem à resolução dos problemas sociais das pessoas”, repudiou.

 O cabeça de lista pelos ‘Trabalhistas’ alega que “as piscinas vêm sofrendo a natural degradação resultado do abandono em que se encontram votadas, havendo já vestígios de lôdo”. E porque “actualmente apenas um grupo de miúdos do Ludens Machico, praticantes de natação, ali vão dando alguma vida, mesmo com água fria”, Cartaxo lança a suspeita sobre “as condições de higiene e segurança”.

Esta obra, que o PTP  considera uma mais-valia para todo o concelho “deveria ter sido equipada com os respectivos painéis solares, como foram por ex:, recentemente equipadas as piscinas da Camacha, e desta forma o problema do aquecimento estaria resolvido. Mas como na maior das obras do regime o que interessa é inaugurar à pressa, o tempo acaba por revelar que muitas obras que se destinavam a criar melhores condições de vida para os munícipes vêm mais tarde a revelar-se autênticos elefantes brancos, com problemas de financiamento ao nível do esbanjamento”, considerou.

Ainda sem completar uma década de existência, a já quase inoperacionalidade das piscinas de Machico resultam da “gestão autárquica, com o apoio das políticas desastrosas do PSD-M, que vem aniquilando num processo de morte lenta”, concluiu.

Com irónia, António Cartaxo disse recear que as piscinas municipais de Machico “se transforme lentamente em mais um cativeiro de douradas”. Situação que garante não irá acontecer com o PTP na Câmara, porque “esta será uma das nossas prioridades de resolução. Não é uma promessa, é um compromisso”, concretizou.

In Diário de Notícias da Madeira

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 356 outros seguidores

%d bloggers like this: