GRUPO PARLAMENTAR DO PTP-MADEIRA

Posts tagged ‘Assembleia’

“AFILHADO” E COMPADRE DE JARDIM INTERROGADO PELA GNR (Actualizado)

Operaçao Cuba LivreO Empresário Madeirense Avelino Farinha proprietário do Grupo Construtor AFA foi chamado ao Comando da GNR para prestar declarações.

O afilhado, compadre e amigo pessoal de Jardim, Avelino Faria, tambem faz parte da lista de interrogados da longa lista de figurões do Jardinismo que estão a ser investigados no âmbito da Mega Operação de Investigação das Contas da Madeira, intitulada CUBA LIVRE.

O milionário Avelino Farinha e afilhado de Alberto João Jardim, detentor de um gigantesco império internacional de empresas de construção civil, foi hoje interrogado no Comando Regional da GNR, logo ao principio da manhã.

Jardim tem novo ataque de processos

Jardim ficou pocesso quando soube da noticia, enquanto lia os jornais do dia e logo mandou escrever um comunicado ameaçando processar o DIARIO DE NOTICIAS local… Jardim é assim, quando se irrita vinga-se nos comunicados, nos desmentidos e nos processos contra os seus inimigos democratas. Recomendamos outro calmante porque os seus “processos” habituais agora não vão longe.

É de salientar que ontem, dia 26, Quinta-Feira, Avelinho Farinha teve mais uma reunião de emergência com Jaime Ramos nas imediações da Assembleia Regional da Madeira. Isto passaria despercebido, mas o mesmo aconteceu na passada Sexta-Feira, pois segundo o o blog http://fenixdoatlantico.blogspot.pt/2012/04/encontro-no-3.html, Ramos e Farinha tiveram outra reunião no mesmo edificio da Assembleia e logo na Segunda-Feira seguinte, iniciaram-se as operações de buscas a edificios do Governo Regional no Campo da Barca, através da operação da GNR intitulada Cuba Livre.

Salientamos ainda que o Engenheiro Magalhães que tentou fugir com uma mala de documentos pela garagem do edificio da Secretaria das Obras Públicas de Jardim, onde decorriam as buscas da GNR, é um conhecido piloto de Rallies patrocinado com um vistoso e potente carro desportiva pela empresa construtora AFA do senhor Avelino Farinha.

Coincidencia ou não… O Avião a Jacto da MADJET de Avelino Farinha já está na pista do aeroporto da Madeira, abastecido e todo preparado para qualquer eventualidade…

O DISCURSO DE COELHO QUE IRRITOU A RAINHA DE INGLATERRA

Deputados do PTP expulsos violentamente

José Manuel Coelho deu inicio à sua intervenção referindo-se ao presidente da Assembleia Legislativa Regional, Miguel Mendonça, dizendo que este já não o tratava por Sr. Deputado José Manuel Coelho, mas sim, o Coelho. O deputado do PTP mencionou as palavras de raiva dirigidas a si por Miguel Mendonça “guerra é guerra!”
Na sua intervenção, José Manuel Coelho, contestava a participação dos Grupos Parlamentares no “Conselho de Concertação Social”, pois é mais uma iniciativa demagógica do PSD. Questionava sobre o que se poderia debater neste conselho, sugerindo que talvez se discuti-se a forma como os grandes grupos empresarias madeirenses,  associados “ao regime jardinista”, enriqueceram à custa do Povo Madeirense. Estes grupos, nas palavras de José Manuel Coelho, ganharam fortunas com as grandes obras na Madeira, restando para o Povo Madeirense a pesada factura a pagar, enquanto que as empresas de Jaime Ramos, Avelino Farinha&Agrela, “os Sousa” da Empresa de Cervejas da Madeira entre outros, fogem com o dinheiro para os paraísos fiscais, não pagando os impostos na Madeira, fragilizando ainda mais a economia Madeirense.
Coelho apela ao Povo Madeirense que se revolte contra este Governo que protege os “senhores do dinheiro” e não protege o Povo do aumento de impostos.
O presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, não gostando do discurso e das acusações de José Manuel Coelho, interrompe-o, dizendo que o deputado não poderia “pessoalizar” as suas intervenções, ao que Coelho respondeu que tinha de o fazer, pois são esses mesmos deputados presentes naquela assembleia que são os rostos do enriquecimento imoral à custa do Povo Madeirense. Foram estes deputados do PSD que ajudaram a criar a dívida da Madeira. Dívida que o Povo tem agora para pagar fazendo grandes sacrificios.
O deputado do PTP, A Voz do Povo, continou a sua intervenção dizendo que, não era admissível que mais de metade dos impostos sobre os combustiveis fossem para as Parcerias Público-Privadas, mais de 120 milhões de euros anos que vão também para Jaime Ramos e Avelino Farinha&Agrela, sócios das empresas Via Litoral e Via Madeira.

O presidente da Assembleia insitiu em retirar a palavra ao deputado José Manuel Coelho, decisão contestada por outro deputado do PTP, José Luís Rocha. Este considerou que o presidente da ALRM estava a tentar “castrar” o pensamento e o discurso dos deputados. Miguel Mendonça não é “dono do Parlamento” e os deputados não podem ser censurados nas suas interlocuções, frisou Rocha.
Neste momento, Miguel Mendonça, já  sem argumentos para silenciar os deputados do PTP manda, ilegalmente, os funcionários da Assembleia expulsar o deputado José Luís Rocha, a que se seguiram José Manuel Coelho e Raquel Coelho. Esta acção, para além de violar os direitos dos deputados, foi feita com extrema violência, ficando o deputado José Manuel Coelho a sangrar numa das mãos.  Os funcionários agarraram e puxaram violentamente Coelho, Raquel e Rocha. Estes recusavam-se a sair, pois estavam em seu  pleno direito e estavam ali presentes para defender o Povo Madeirense. A deputada Raquel Coelho exclamou “estão a expulsar 10 mil madeirenses”! A sessão foi interrompida depois destes actos de grande violência. Um episódio lamentável por parte do presidente da Assembleia, dado que faltou o sentido democrático ao censurar as palavras e os protestos dos deputados, bem como as cenas de violência gratuita ao expulsar os deputados do Grupo Parlamentar do PTP, A VOZ DO POVO.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 360 outros seguidores

%d bloggers like this: