REPRESENTAÇÃO PARLAMENTAR DO PTP-MADEIRA

Um dia gostava de enfrentar o Manuel Coelho…

Assuncao Esteves Recebeu Coelho, Mas nao lhe tirou o Megafone…

A Presidente da Assembleia da Republica, Assuncao Esteves, fez questão de receber pessoalmente o Deputado José Manuel Coelho do PTP e o seu Grupo Parlamentar que se deslocou a Lisboa para apresentar queixa junto das Autoridades da República dos actos de Violência e privação da Liberdade de que foram alvo na Sessão Solene Comemorativa do Dia da Região.

A Presidente da Assembleia da República liga a Miguel Mendonça
A Presidente da Assembleia da República recebeu a missiva escrita que Coelho lhe entregou e garantiu que embora nao tenha competências Constitucionais, iria telefonar pessoalmente ao Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira para lhe dizer qual a sua opinião acerca do bom funcionamento Democratico de um Parlamento. Um puxão de orelhas à moda antiga, ainda por cima de uma Senhora, pode ser eficaz para alguns meninos mal comportados e intolerantes.
Com o seu gesto de tolerância e diplomacia, Assuncao Esteves ja deu uma grande lição democrática a Miguel Mendonca.

Os deputados do PTP embora nao tenham sido recebidos por Cavaco, nem pelo Ministro da Administração Interna, nem pelo Procuradoria Geral da Republica, apesar dos seus insistentes pedidos por carta e via Megafone, acabaram por ter uma audiência da segunda maior figura da Republica Portuguesa, que substitui o proprio Presidente da Republica quando este se ausenta do Pais. E ainda fizeram um paralelismo do comportamento democrático da titular deste alto cargo da Nacao com o seu homologo na Assembleia Legislativa da Regiao Autonoma da Madeira.
Ate podemos nos interrogar: se Assuncao Esteves consegue dirimir os conflitos de interesses e complexidades da Assembleia da Republica, Miguel Mendonca nao consegue fazer o mesmo na nossa Assembleia Legislativa?

A Presidente Assuncao Esteves nao so autorizou a livre circulação do deputado Coelho e dos parlamentares do PTP pelos corredores da Assembleia da República como mandou uma assessora as Galerias do Publico para comunicar ao deputado Coelho que desejava recebe-los no intervalo da Sessão Plenária ou no final dos Trabalhos.
Ironia do destino: o PTP fartou-se de pedir audiencias, mas acabou por ser recebido apenas pela entidade a quem não pediu audiência…
A reunião acabou por acontecer no final do Debate da Nação e a Presidente deu ordens expressas aos servicos de segurança da Assembleia para que os deputados do PTP fossem tratados com toda a dignidade e liberdade de movimentos.

Assuncao Esteves recebeu os deputados Coelho, Rocha e Raquel no seu gabinete após o encerramento do Debate e saudou o Grupo Parlamentar do PTP por terem visitado a A.R. Embora ainda um pouco impressionada pelo arrojo e ousadia dos deputados do PTP em irromperem pela A.R. de Megafone em punho, nao escondeu uma certa admiração pelo seu entusiasmo em defender a democracia e ouviu atentamente as suas declarações sobre os acontecimentos ocorridos na Assembleia Legislativa da Madeira e sobre o mau funcionamento deste Orgao máximo da Autonomia Madeirense.

A Presidente confessou que ficou surpreendida com a chegada dos Deputados Madeirenses do PTP, pois recebeu diversos telefonemas dos Grupos Parlamentares que aterrorizados, altertaram Assuncao Esteves para o facto de Coelho andar livremente pelos corredores de Sao Bento com um perigoso Megafone amarelo preso ao pescoço. Alguns Grupos Parlamentares, mais à esquerda, chegaram ao ponto de exigir a Mesa da Assembleia que fosse retirado o megafone do pescoço de Coelho porque este artefacto no seu entender era uma ameaça, podendo estar a preparar-se um qualquer numero escandaloso que iria perturbar o bom funcionamento da Assembleia da Republica, estragar o importante Debate da Nacao e … derrubar o Governo do Coelho rival… A Presidente Assuncao manteve-se calma e ordenou que nao tocassem no Megafone “made in China” nem nos Deputados Madeirenses pois o melhor era nao dar importancia, esvaziando assim o temido numero a moda da Madeira.
Ainda por cima o Megafone era de fabrico Chinês e o Primeiro Ministro ainda não conhecia a posição da Troika.

Mas, afinal os medos dos Grupos Parlamentares de Esquerda não se justificaram, pois Coelho apenas fez um protesto pacifico e transportava o megafone ao pescoco porque nao tinha onde guardar o objecto… pois ainda não tem cacifo na Assembleia da Republica…

A Presidente Assuncao Esteves ainda reconheceu que acompanhava fervorosamente as aventuras de JM Coelho e do seu homólogo Miguel Mendonça, interrogando-se como enfrentaria os metodos do PTP se estes porventura chegassem um dia à sua Assembleia… Agora que enfrentou este seu velho “pesadelo”, confessou que até tinha uma grande simpatia pelos Trabalhistas e que ainda estava maravilhada com o crescimento exponencial do PTP que nas ultimas eleicoes passou de 1 (ou 0) deputados para um grupo parlamentar de 3 elementos, na quarta força politica Madeirense e tudo isto numas eleicoes de estreia do novo Partido na Regiao.

Agora que Assunção enfrentou a sua fobia de enfrentar Coelho, ainda por cima de Megafone, ja pode dizer ao seu Colega Miguel Mendonça que este está exagerando nos seus histerismos e comportamentos desmedidos que utiliza para enfrentar o PTP.

Jose Manuel Coelho regressa feliz à Madeira na certeza de ter demonstrado à Nação que efectivamente vivemos numa Região onde nao existe uma verdadeira Democracia.
Afinal contribuiu para um melhor quadro demonstrativo do Estado da Nação descrevendo o Estado da sua Região Autónoma da Madeira que teima em se manter numa falsa Democracia governada por um Ditador.

Coelho uma vez mais quebrou o silencio ensurdecedor da Nação sobre o Estado Anti-Democrático da Madeira
Afinal contribuiu para um melhor quadro demonstrativo do Estado da Nação descrevendo o Estado da sua Região Autónoma da Madeira.

Anúncios

Comentários a: "Assuncao Esteves Fan de Coelho?" (4)

  1. Joaquim Coelho da Silva said:

    José Manuel Coelho, não é a voz do povo, é sim, o palhaço do povo, existe diferença entre uma coisa e outra, a má educação não deveria vingar na política, é a minha humilde opinião.

    • Tem razão. A má educação, a falta de democracia e gente cega e surda é o que de mais há na política e na vida. Não sei se acompanha a minha luta, mas se o faz não presta a devida atenção, pois os ataques, a má educação não partem de mim, limito-me a defender o Povo e, em algumas circunstâncias, a me defender, como foi o caso do ataque da BIR-PSP, que me agarrou aplicando técnicas próprias para apanhar um terrorista e não um deputado que estava numa Assembleia a pedir a palavra para denunciar atrocidades que foram cometidas contra o Povo Madeirense. Por caso, viu os cartazes que empunhava na altura? Não? Bem me parecia. Levava as fotos de 4 homens que morreram durante a construção do túnel para o Curral das Freiras. Sabe o que estava lá a defender? Não? Então explico, Aqueles 4 homens eram maridos e pais! Deixaram nesta vida mulheres, filhos e família que não tiveram direito a receber indemnização pela sua morte, tudo porque o Sr. Avelino Farinha resolveu elaborar um plano sujo para que o seguro de trabalho não pagasse o devido àquelas famílias. De certo que, e Deus queira que isso nunca lhe aconteça, se uma situação idêntica se passasse com a sua família iria se sentir indignado! Agora percebe porque motivo este palhaço foi lá lutar? Será que não compreende ou não quer ver a realidade que se apresenta perante os olhos? Respeito a sua humilde opinião, mas vá despertando para a realidade. Falinhas mansas não resolvem nada nesta sociedade corrompida pelos valores do dinheiro e do poder. Agradeço a sua opinião. José Manuel Coelho, um amigo ao seu dispor para quando precisar.

    • E ca esta um comentario bem educado chamando nomes de forma anonima aquele que da a cara para dizer a Verdade e DENUNCIAR A CORRUPCAO E ABUSO DE PODER… Dizer a verdade e’ ma educacao?

  2. Parabéns ao Sr.José Manuel Coelho,demonstrando uma vez mais com a sua presença na AR que democracia é:aceitar as pessoas mesmo que não pensem todos da mesma forma e isso foi o que a Dr.Assunção Esteves fez.Não agiu como os malcriados que temos aqui a ocupar o prédio da Avenida do Mar.
    Uma prova de que há madeirenses que ainda lutam pelos seus ideais e que não lhes é permitido a sua participação nesta democracia fantoche.
    Força.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: