REPRESENTAÇÃO PARLAMENTAR DO PTP-MADEIRA

Padre José Martins Júnior, suspenso “ad divinis” pela Igreja Institucional desde 1977, por cultivar o discurso democrático e ensinar a linguagem bíblica libertadora, celebrou 50 anos de vida sacerdotal ao serviço do Povo.

Martins Júnior criou na Ribeira Seca um óasis no meio de uma ilha coberta pelas areias áridas castradoras do pensamento e opressoras da liberdade de expressão.
A igreja que, até 1977 era a sua fiel precursora de fé e pensamento, deixou o jovem sacerdote desiludido. Esta não era a idealizada Igreja fiel intérprete do ideário e da mística da mensagem de Jesus Cristo. Martins Júnior encontrou uma instituição maniatada pelos poderes corruptos do dinheiro e do poder político regional.

O sacerdote Martins Júnior envergando o seu catecismo começou a espalhá-lo pelo Povo, revelando a verdadeira mensagem de Jesus Cristo.

Martins Júnior ainda estudante do seminário começou a criar espírito político apurador da verdade, da defesa dos interesses do Povo e dos interesses democráticos, esse mesmo espírito que a Igreja Institucional, vergonhosamente tentou silenciar imputando-lhe um crime. Mas a justiça terrena não demoveu as pretensões do jovem espírito pregador da verdade.

Assim começa a luta entre a verdade espalhada pelo pároco da Ribeira Seca e a escuridão da mentira anunciada pelo regime governamental instalado por Jardim usando a Igreja Institucional instrumentalizada para controlar os “rebanhos de fieis” , não fossem se tronar desordeiros tal e qual Martins Júnior.

Esta foi uma celebração de 50 anos de rebelião da igreja do Povo contra a instituição Igreja ao serviço do Jardinismo. Uma verdadeira festa da família.

Esta comemoração permitiu que grandes revolucionários e guerreiros da democracia em Portugal se encontrassem. Um momento histórico marcado pelo encontro entre José Manuel Coelho, José Luís Rocha e Otelo Saraiva de Carvalho no território da liberdade e da verdadeira democracia.

Na calma que antecede as tempestades, trocaram-se memórias de guerras passadas e trocaram-se ideias e impressões sobre as revoluções inacabadas.

 

 

O encontro entre os guerreiros da democracia

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: