REPRESENTAÇÃO PARLAMENTAR DO PTP-MADEIRA

DSC00166 DSC00171

 

 Isto é o que nos revela o jornalista Rui Barroso do Diário Económico no seu livro, “Ligações Perigosas”. São 3 mil milhões de euros, o valor que o Estado português tem de pagar aos grandes bancos internacionais por negócios e contratos mal parados, feitos pelas grandes empresas públicas nacionais, entre as quais, a Metro do Porto, Metro de Lisboa, REFER, Empresa dos combustíveis (EGREP) e Governo da RAM. A verba milionária de 172 milhões de euros que a região tem de pagar ao Santander e ao Bank of America Merrill Lynch dava para construir 2 hospitais “novos em folha”. Esta negociata financeira, feita nas costas dos madeirenses, entre Cunha e Silva, Ventura Garcês , a firma de advogados representada por Ricardo Vieira e Miguel Tropa (genro de Alberto João) e a alta banca internacional situada nos arranha céus espelhados de New York e Wall Street, levaram a Região a mais este descalabro financeiro. Por isso mesmo, os reformados que ganham acima dos 1000 euros e os funcionários públicos vão ter que sofrer na pele os cortes financeiros já anunciados pelo governo da República de Passos Coelho e Paulo Portas, pois a dívida contraída pelo Governo Regional da Madeira tem de ser paga à banca internacional.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: