REPRESENTAÇÃO PARLAMENTAR DO PTP-MADEIRA

BoatAFA

O PTP esteve, hoje, no Porto Novo para acusar três grandes empresários, ligados à extracção e venda de areia do mar, de não pagarem o que deveriam à Região, como compensação por “chuparem” toda a areia à volta da Madeira.

José Manuel Coelho disse que a APRAM tentou cobrar mais de 600 mil euros, mas que os empresários recorreram ao Tribunal para não pagar. A Região foi ganhando o processo, que está à espera de decisão no Supremo Tribunal Administrativo. Uma demora que o deputado do PTP diz resultar de os juízes estarem ao lado dos empresários, contra o povo.

José Manuel Coelho disse que se um madeirense ficar com doença oncológica, o único tratamento que tem é soro e morfina. Um cuidado paliativo para enganar a família, porque não há dinheiro. E não há dinheiro por que a Região não o cobra a quem devia, como mo os empresários que extraem a areia. “Chupam toda a areia que há na nossa costa.”

Fonte: Diário de Notícias, edição online de 18 de Julho.

http://www.dnoticias.pt/actualidade/politica/459962-chupam-a-areia-toda-que-ha-na-nossa-costa

 

PTP denuncia exploração ilegal do cais do Porto Novo

Coelho quer que o grupo que explora a estrutura pague as devidas taxas à Região.

O Partido Trabalhista Português (PTP) realizou hoje, em Santa Cruz, uma conferência para denunciar a exploração do cais do Porto Novo por um grupo privado e o facto de este não pagar taxas à Administração dos Portos da Madeira. Falta aos cofres da Região Autónoma da Madeira uma verba de 635 mil euros, correspondente, no caso, a apenas um ano de exploração da referida estrutura.
“Enquanto que o pequeno empresário é obrigado a pagar os seus impostos, às câmaras e ao Governo, como é que estes grupos privados continuam a usar os recursos da Região e a não pagar um tostão. Estes empresários são uns ladrões que estão a roubar os madeirenses e os portosantenses”.
José Manuel Coelho acrescentou mesmo que estas situações acontecem, muitas vezes, com a conivência dos tribunais, isto porque “os casos vão andando de recurso em recurso” e as pessoas lesadas, no caso concreto a Região Autónoma da Madeira, não recuperam o seu dinheiro.
Na ação política desta tarde, o parlamentar lamentou ainda que tantos sectores estejam em dificuldades, com claros prejuízos para a população e que este grupo continue a “explorar a nossa orla marítima de graça”.

Fonte: Diário Cidade
http://www.diariocidade.pt/?p=89712

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: