REPRESENTAÇÃO PARLAMENTAR DO PTP-MADEIRA

rachel

Justiça e seus agentes

Está instalado o caos na secção de execução dívidas da Comarca da Madeira, já foram contabilizados 3600 processos de execução de bens e dinheiro desviado por parte da solicitadora Maria João Marques.

Há muito tempo que a justiça madeirense tem andado a encobrir os atos criminosos desta senhora, mas a burla é de tal ordem que o Sr. Juiz Paulo Barreto, Presidente da Comarca da Madeira,  viu-se obrigado a reconhecer os roubos da dita senhora.

Quando o deputado José Manuel Coelho alertou a opinião pública sobre a  solicitadora em questão, as entidades judiciais fizeram “ouvidos de mercador”. Não só não investigaram as denúncias feitas, como ainda ajudaram a perseguir o denunciante, por dar voz às inúmeras queixas dos cidadãos que tinham sido roubados. Chegando ao cúmulo do deputado Coelho ser condenado pela Juíza Micaela de Sousa a indemnizar com 200€ por cada mês que a denúncia permanecesse na internet, apesar de ter arranjado várias testemunhas que afirmavam ter sido enganadas.

Agora vem o Sr. Juiz Paulo Barreto dizer que desconhecem o paradeiro da agente de execução e que não vê forma de resolver os 3600 processos que têm entre mãos. E que tal preocupar-se mas é, em arranjar forma dos cidadãos lesados serem ressarcidos pelo Estado, já que foi um erro judiciário dar tamanho poder aos agentes de execução. Moral da história: com esta Justiça, estamos mesmo tramados.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: