REPRESENTAÇÃO PARLAMENTAR DO PTP-MADEIRA

Posts tagged ‘Calheta’

INAUGURAÇÕES SÃO ANIMAL DE ESTIMAÇÃO DO GOVERNO REGIONAL

12056989_L7BAS

Raquel Coelho considera que há um claro abuso de poder do GR ao fazer inaugurações em período de campanha eleitoral.

A deputada do PTP, Raquel Coelho, diz que o seu partido vai votar a favor da proposta do PCP que propõe acabar com as inaugurações em período de campanha eleitoral

Raquel Coelho diz que as inaugurações em período de campanha eleitoral “são um claro abuso de poder” e que Alberto João Jardim e o seu governo utilizam as inaugurações “como animais de estimações” para obter votos.

A deputada PTP lembra que deputado do CDS, Martinho Câmara, que em 2007 quando era vereador na Câmara da Calheta pelo CDS de “ser amigo da oposição e votar a favor ou abster-se em deliberações nas reuniões camarárias”, da Calheta.

 

Fonte: http://www.diariocidade.pt/?p=80721

logo_DCidade

RAQUEL COELHO LEMBRA A MARTINHO CÂMARA QUE ERA “AMIGO DO PSD”

raquel_4

A líder parlamentar do PTP não tem dúvidas de que os atropelos à democracia, resultantes da realização de inaugurações durante a campanha eleitoral, só acontecem com “a conivência do poder judicial que nada faz”.

Raquel Coelho aproveitou a discussão do diploma do PCP para responder a uma intervenção anterior de Martinho Câmara (CDS) que recomendou outro comportamento a José Manuel Coelho se for para o Parlamento Europeu. A deputado rejeitou os conselho do deputado do CDS e recordou que este, quando era vereador na Calheta era considerado “amigo do PSD”, ao lado de quem votava quase sempre.

A deputada do PTP recordou as posições de dirigentes do CDS sobre as votações de Martinho Câmara.

Fonte: http://www.dnoticias.pt/actualidade/politica/438362-raquel-coelho-lembra-a-martinho-camara-que-era-amigo-do-psd

genesis_DNOTICIAS_logo

 

ROCHA DO PTP APRESENTA SOLUÇÃO PARA TORNAR MARINA DO LUGAR DE BAIXO EM ESPAÇO ÚTIL

José Luís Rocha, do PTP Madeira, esteve junto à Marina do Lugar de Baixo, Ponta do Sol, para apresentar uma solução para aquele espaço que já engoliu milhões de euros dos contribuintes madeirenses e que se encontra agora abandonado não servindo o propósito para que foi construída, poderá ser reconvertida num viveiro de criação alevins (crias de peixe).

Rocha, salienta que o Governo Regional da Madeira  já tem o Know how ou conhecimento, pois já tem uma infraestrutura semelhante na Calheta e que serve apenas os interesses dos privados. Deste modo, a experiência acumulada poderia ajudar a vida marinha e não apenas o enriquecimento de uma maioria ligada ao regime.

Contudo, o mais grave da situação da vida marinha prende-se com o facto dos mares já perderam cerca de  70% dos seus recursos vivos. O plâncton, base da pirâmide da vida na terra e que serve de alimento a todas as restantes formas de vida do meio aquático, existe agora em abundância, pois já não existe peixe suficiente para se alimentar daquela substância de organismos unicelulares.

O plâncton, produzido incessantemente no meio aquático, e por falta de cardumes, não serve de alimento, degrada-se e vai para o fundo dos oceanos, transformando-se em metano, gás incolor e inodoro, potencialmente perigoso já que é 23 vezes mais perigoso do que os gases dos automóveis.

Por outro lado, este gás, incendiando-se nos oceanos, acaba por consumir o oxigénio que por sua vez coloca em perigo a vida na terra. Sem oxigénio não há vida.

A criação de alevins, a uma escala mundial, ajudaria a equilibrar os recursos marítimos, havendo mais bocas para consumir o plâncton, e a garantir um maior equilíbrio da vida na terra, defende o deputado do PTP Madeira.

DOUTOR JARDIM DE FÉRIAS PELA EUROPA DOS RICOS PARA ESQUECER “PATAS RAPADAS”

JARDIM FAZ UMA ESCAPADINHA PARA SE LIBERTAR DO STRESS DE GOVERNAR UMA REGIÃO  DE “PATAS RAPADAS”

Foto: Diário de Notícias

DOUTOR Alberto João Jardim, depois de ter insultado os Madeirenses, apelidando-os de “patas rapadas”, sai da Madeira sem dar conhecimento  aos órgãos de soberania regional, e vai fazer umas férias pela Europa dos ricos e dos doutores.
No dia seguinte à inauguração e à vaia dos bombeiros durante uma inauguração na Ribeira Brava, o “Chefe das Angústias” saiu da região para uma viagem turística que começou com uma estadia de quatro dias na Finlândia, terra do Pai Natal.  Sabe-se que nos últimos 30 anos, Jardim não tem recebido  presentes do Pai Natal, por isso decidiu parar na Lapónia finlandesa para entregar pessoalmente a carta ao Pai Natal, confrontá-lo com o atraso e levantar-lhe o dedo em riste de forma ameaçadora  exigindo os presentes em atraso.
No passado dia 16, Jardim saiu da Finlândia rumo a Dubrovnik na Croácia, a “pérola do Adriático” . Durante seis dias vai apanhar uns belos banhos de sol, para se recompor do frio da Lapónia.
Jardim saiu da Madeira  em segredo sem dar explicações aos “patas rapadas” que governa há mais de 30 anos, nem mesmo à Assembleia Regional.
O “Chefe das Angústias” ausenta-se para fazer umas férias, viajando à custa dos sacrifícios dos Madeirenses. Deixa uma terra  desgovernada e na banca rota e o seu Povo mergulhado  em sofrimento, sacrifícios, pobreza e fome. Jardim virou as costas aos cortes nos salários, às empresas falidas, aos milhares de madeirenses no desemprego. Tudo isto sem se dignar a dar explicações aqueles que o elegeram para (des)governar os seus destinos. E que pobres destinos!
A viagem pela Europa dos ricos culmina com uma breve passagem pela Suíça. Vai dar um saltinho ao Multibanco do UBS para ver o saldo bancário e tem uma breve reunião com o seu gestor de lavagem de fundos.
Regressa à pátria dos “patas rapadas”  na Sexta-feira à noite. Para no Domingo assistir a mais  uma missa do regime, desta vez  na Autoguia, Calheta. Não faltem ao sermão jardinista e levem um amigo.

%d bloggers like this: