REPRESENTAÇÃO PARLAMENTAR DO PTP-MADEIRA

Posts tagged ‘Governo Regional da Madeira’

Imagem

ARTIGO DE OPINIÃO DE RAQUEL COELHO NO TRIBUNA DA MADEIRA: “NOVO HOSPITAL, PRECISA-SE!”

Artigo_Raquel_novo_hospital

Imagem

ARTIGO DE OPINIÃO DE RAQUEL COELHO NO TRIBUNA DA MADEIRA: “SE A MODA PEGA”

Artigo_opinião_se_a_moda_pega

ARTIGO DE OPINIÃO DE RAQUEL COELHO NO TRIBUNA DA MADEIRA: A EXTINÇÃO DA VIAMADEIRA

img828

 

CLIQUE PARA AMPLIAR A IMAGEM

GOVERNO “ABANDONOU” MIRADOURO DO CABO GIRÃO

JMC_dCIDADE

O PTP entende que o Governo “não tem competência” para administrar aquele espaço turístico.

O Grupo Parlamentar do Partido Trabalhista Português disse, esta manhã, que o Miradouro do Cabo Girão está a ser mal aproveitado pelo Governo Regional. Para além de constituir um “mau cartaz” para os turistas, José Manuel Coelho explicou que os comerciantes também se queixam da falta de um espaço de restauração, que sirva para complementar a oferta aos milhares de pessoas que passam pelo miradouro.

“O Governo Regional fez aqui obras de requalificação do miradouro, obras que até foram muito bem feitas, mas que têm um problema. Depois de concluídas e inauguradas foram abandonadas e até houve certos espaços em que os terrenos cederam. Por isso o Governo Regional devia de exigir ao empreiteiro a manutenção dos defeitos de fabrico, porque a obra ainda está dentro da garantia”.

O deputado do PTP sublinhou que a gestão do Miradouro do Cabo Girão deveria ser entregue à Câmara Municipal de Câmara de Lobos a fim de dinamizar o espaço, sobretudo na área da alimentação. “Isto vai ser mais um caso como a Quinta Magnólia. O Governo Regional adquiriu o espaço e nunca mais se preocupou com ela. Nota-se um desleixo e é o turismo madeirense que está a perder”.

Fonte: Diário Cidade

logo

INAUGURAÇÕES SÃO ANIMAL DE ESTIMAÇÃO DO GOVERNO REGIONAL

12056989_L7BAS

Raquel Coelho considera que há um claro abuso de poder do GR ao fazer inaugurações em período de campanha eleitoral.

A deputada do PTP, Raquel Coelho, diz que o seu partido vai votar a favor da proposta do PCP que propõe acabar com as inaugurações em período de campanha eleitoral

Raquel Coelho diz que as inaugurações em período de campanha eleitoral “são um claro abuso de poder” e que Alberto João Jardim e o seu governo utilizam as inaugurações “como animais de estimações” para obter votos.

A deputada PTP lembra que deputado do CDS, Martinho Câmara, que em 2007 quando era vereador na Câmara da Calheta pelo CDS de “ser amigo da oposição e votar a favor ou abster-se em deliberações nas reuniões camarárias”, da Calheta.

 

Fonte: http://www.diariocidade.pt/?p=80721

logo_DCidade

PTP ALERTA: DESEMPREGO E CRISE FINANCEIRA GERAM NOVAS “BOLSAS DE POBREZA”

DSC09586

NA FREGUESIA DE SÃO ROQUE COELHO ENCONTROU MUITA POBREZA ENVERGONHADA

Famílias que perderam os seus trabalhos são obrigadas a entregar as casas aos bancos e a viver em barracões de madeira sem condições de habitabilidade

José Manuel Coelho foi porta voz de uma ação política do grupo parlamentar do PTP no Galeão, freguesia de São Roque, Funchal.
O deputado do PTP visitou uma família que vive num barracão de madeira sem quaisquer condições de habitabilidade que, quando chove, tem infiltrações e o agregado familiar é obrigado a abandonar a “casa”.
Coelho apelou ao novo elenco camarário do Funchal, empossado no inicio desta semana, e ao Governo Regional, que tomem mediadas para combater aquilo que classifica de “novas bolsas de pobreza” que começam a emergir e a proliferar por toda a cidade.

O deputado do PTP pede aos governantes que estejam atentos à “pobreza envergonhada” escondida nas freguesias do Funchal e um pouco por toda a região.
Coelho concluiu que fará tudo o que estiver ao seu alcance, quer seja através das assembleias de freguesia, câmara municipal e através da sua posição de deputado na Assembleia regional, para que, situações como esta, sejam reveladas entidades públicas e sejam alvo de uma intervenção social de modo a garantir o acesso a uma habitação condigna.

CHEIRA A ESTURRO!

10523399_eCbs0

ARTIGO DE OPINIÃO DE RAQUEL COELHO

Foi anunciado com pompa e circunstância que o SESARAM iria construir mais um contentor ao lado dos já existentes, para instalar uma nova unidade hospitalar (Centro de Procriação Assistida e internamento de psiquiatria agudos). Para surpresa de todos a Tecnovia vai construir aquele contentor por 6,2 milhões de euros.

Certos visionários prevêem o terminus daquele projeto dentro de ano e meio a dois anos! Mas dizem os entendidos que a obra é tão grande e complexa que não se prevê data de conclusão.

Depois, ainda é necessário a implementação das especialidades a operar no futuro contentor, outro grande projeto com orçamento a condizer, sempre na ordem dos seis dígitos. Mas quem será a empresa ganhadora do concurso?

Miguel Ferreira, dizia que o que custa é arrancar com a obra, porque depois, mais tarde ou mais cedo vão-se concluir os trabalhos. Talvez esteja com amnésia, visto termos um rol de obras inacabadas, as vias expresso que se ficaram pelos pilares, o centro de saúde da calheta e o hospital novo que ficaram por fazer, as escolas que depois de recuperadas vão fechar.

Vamos é ver se, para além de ter adjudicado esta obra aos suspeitos do costume, não adjudique também a gestão desta nova unidade à família Ferreira. As más línguas dizem que a administração do nosso hospital, quando se aproxima do final do mandato, manda construir um serviço à sua medida para o chefiar, tal como aconteceu com o serviço de pediatria.

Raquel Coelho

%d bloggers like this: