REPRESENTAÇÃO PARLAMENTAR DO PTP-MADEIRA

Posts tagged ‘Grupo Sá’

BANCOS RECEBEM PRIMEIRO DO QUE TRABALHADORES

COELHO_2_0

Coelho diz que trabalhadores do Sá estão esquecidos

O PTP esteve, hoje, junto às instalações do grupo Sá, em São Martinho, onde disse que os trabalhadores estão a ser tratados sem dignidade.

José Manuel Coelho disse que existem entidades do grupo que não estão sujeitas ao processo de insolvência em curso, nomeadamente o detentor do património imobiliário.

A prioridade, afirma o deputado do PTP, está a ser dada aos bancos em detrimento do trabalhadores, alguns com 6 e 8 meses de salário em atraso.

Os administradores, incluindo o de insolvência, “não dão satisfação aos trabalhadores”. “Vendem o património para pagar aos bancos e esquecem-se dos trabalhadores.”

Coelho apelou aos trabalhadores madeirenses para participarem nas comemorações da USAM do 1º de Maio. “Não vão nas palavrinhas mansas” do secretário da Educação, apela.

O deputado aproveitou a ocasião para lembrar o envolvimento da deputada Maria João Monte no caso dos pagamentos indevidos ao médico Marcelino Andrade e acusou Miguel Mendonça de duplicidade de critérios no levantamento da imunidade parlamentar, no seu (Coelho) caso e no de Maria João Monte.

Fonte:

genesis_DNOTICIAS_logo

 

Anúncios

TRABALHADORES MADEIRENSES RECUAM AO TEMPO DA ESCRAVATURA

OS FUNCIONÁRIOS DO GRUPO SÁ SÃO OBRIGADOS A  RECEBER PARTE DO ORDENADO EM SENHAS

José Manuel Coelho, do Grupo Parlamentar do PTP, esteve este Sábado, 21 de Abril, junto de um dos supermercados do Grupo Sá na Rua do Seminário, para  denunciar as ilegalidades e a violação dos direitos dos trabalhadores, fazendo-nos recordar os tempos da escravatura no Brasil.
O deputado da Voz do Povo, PTP, acusou os administradores deste Grupo de falta de sensibilidade social e desrespeito pelos direitos dos seus funcionários, dado que paga parte dos seus salários em dinheiro e a outra parte é-lhes atribuída em senhas do próprio grupo Sá, obrigando os funcionários a consumir produtos nos supermercados do Grupo. Coelho, contesta esta situação, pois os funcionários, já com muitas dificuldades para sobreviver, têm despesas mensais que não podem ser pagas com senhas, como por exemplo, o passe social dos filhos dos funcionários,  “a companhia de electricidade não recebe senhas do Sá, as bombas de gasolina não recebem senhas do Sá”, frisou o deputado.
Recordou que situações como esta fazem lembrar os tempos da escravatura no Brasil, pois “os grandes latifundiários obrigavam  os trabalhadores a comprar dentro das cantinas das suas quintas”.
Coelho denuncia a inércia das entidades competentes, como a Inspecção de Trabalho ou o Tribunal de Trabalho, que não intervêm para resolver esta situação que deixa os funcionário perante uma situação muito aflitiva.
A VOZ DO POVO diz não aos abusos contra os trabalhadores. Pede o fim à escravatura!

%d bloggers like this: