REPRESENTAÇÃO PARLAMENTAR DO PTP-MADEIRA

Posts tagged ‘Quinta Vigia’

JARDIM É MENTIROSO COMPULSIVO

PTP NA QUINTA VIGIA PARA MOSTRAR QUEM REALMENTE DÁ TACHOS À FAMÍLIA

PTP esteve na Quinta Vigia para desmascarar as mentiras de Alberto João Jardim.
O deputado José Manuel Coelho acusa Jardim de ser um mentiroso compulsivo. Já não consegue estar na vida nem na política sem mentir. Toda a vida mentiu e enganou o Povo Madeirense e continuará a fazê-lo.
Para Jardim, a mentira de tanto ser repetida assume as vestes da verdade. Jardim quando esteve na tropa frequentou um curso da acção psicológica no qual aprendeu as técnicas do ministro da propaganda de Hitler, Paul Goebbels, segundo as quais uma mentira repetida até à exaustão é, por fim, aceite como verdade.
Assim, Jardim tem afirmado por várias vezes que o deputado José Luís Rocha é cunhado de José Manuel Coelho. Mais recentemente mentiu também no cartoon “Boca Pequena” do Jornal da Madeira sobre a sua filha mais nova, Sílvia, que de acordo com o Chefe das Angústias, estaria contratada e a receber vencimento pela Assembleia. Jardim também tenta também passar a mensagem que Raquel Coelho foi colocada como deputada na Assembleia Legislativa da Madeira, no entanto é uma falácia pois, Raquel foi eleita pelo Povo. Para além disso não foi a primeira mulher a ser contactada, dado que outras mulheres foram convidadas a  ingressarem na lista do PTP às eleições regionais, mas recusaram ou simplesmente desistiram com receio de perseguições do regime.
Para José Manuel Coelho, Jardim engana toda a gente dizendo mentiras. Afirma que é o deputado que meteu a família toda na Assembleia, no entanto foi Jardim que deu tachos à sua mulher, agora aposentada, e aos seus filhos em cargos públicos.
O PTP fez questão de entregar  a certidão de casamento de José Luís Rocha e mostrar a Jardim que não pode mentir, pois a verdade é sempre revelada!

Anúncios

SECRETÁRIO SONEGÓCIOS É O “MINI-ME” DE JARDIM

MANUEL ANTÓNIO IMITA CHEFE JARDIM

Após a denuncia de José Manuel Coelho, a Voz do Povo, sobre os negócios do Secretário do Ambiente e Recursos Naturais, Manuel António Correia não perdeu tempo, reagindo de imediato, processou Coelho!
De acordo com o deputado,  o “Escolhido” de Jardim já começou a “processar para imitar o Chefe da Quinta das  Angústias. Falta ao  Secretário SONEGÓCIOS comprar um carro de segunda-mão (1 mês nas mãos do primeiro proprietário…) e passar férias na casa de função do Porto Santo.” Inclusive “Jardim já deu ordens para que o seu Secretário preferido arranjasse uma roupinha para poderem aparecer juntos e ficarem parecidos”
Manuel António é o novo Mini-Me de Jardim mas ainda lhe faltam alguns detalhes. “Os SONEGOCIOS ainda estão  dar  nas vistas”. Coelho sugere que passe tudo para o nome das filhas ou dos filhos…

COELHO ENTALA O RABICHOL DE JARDIM EM ABUSO DE PODER

Jardim “ficou com o rabichol preso por uma pequena coisa”, tal como Al Capone

Coelho apresentou queixa no MP por utilização indevida da Quinta Vigia

Coelho apresenta Queixa no MP

O líder do PTP na Madeira, José Manuel Coelho, formalizou esta manhã uma queixa nos serviços do Ministério Público (MP) junto do Tribunal do Funchal contra o presidente do Governo Regional, pela prática do crime de abuso de poder, por, a 2 de Agosto, ter utilizado as instalações públicas da Quinta Vigia para um almoço com os deputados do PSD cujo mandato não será renovado. Segundo o dirigente e pré-candidato às eleições regionais, com esta atitude Jardim cometeu um crime de abuso de poder, “um ilícito criminal punido com 5 anos de cadeia e perda de mandato”.

Coelho traçou um paralelo entre as situações de Jardim e Al Capone. É que se o gangster norte-americano cometeu crimes gravíssimos mas foi detido por um crime menor (evasão fiscal), “também o dr. Alberto João Jardim está farto de cometer ilegalidades e prepotências”, “mas tal como o Al Capone ele ficou com o rabichol preso por uma pequena coisa, que foi ter usado as instalações do Governo na Quinta Vigia para dar uma festa do PSD”. Nas declarações que prestou à saída do tribunal do Funchal, o porta-voz do PTP adiantou alguns dos crimes que imputa ao governante: “É o ‘Jornal da Madeira’ ilegal, porque o Estado não pode ter jornais e ele mantém um jornal pago pelos contribuintes e que além disso faz concorrência desleal ao Diário de Notícias; há inúmeras ilegalidades de uso de viaturas e bens públicos em benefício do partido dele”.

Leia a Queixa ao MP AQUI

%d bloggers like this: